Quanto custa carregar um Tesla em Portugal? E na UE? – ECO

Quanto custa carregar um Tesla em Portugal? E na UE?

A despesa das famílias portuguesas com a eletricidade caiu, mas mantém-se entre as mais elevadas da União Europeia. Carregar um Tesla para andar durante um ano custa mais de 340 euros.

A energia em Portugal está mais barata, mas mesmo assim continua a ser das mais caras na União Europeia (UE). As famílias portuguesas estão entre as que têm de fazer um esforço maior para pagar a conta da luz. Mas em quanto é que se traduz esse “fardo” para, por exemplo, carregar um carro elétrico?

No primeiro semestre do ano, os preços de eletricidade em Portugal caíram 4,1%, face ao mesmo período de 2018, segundo os dados divulgados pelo Eurostat esta terça-feira. O preço médio fixou-se, assim, de 0,2154 euros por quilowatt-hora (kWh), ou seja, 21,54 euros por cada 100 kWh de eletricidade consumida. Foi a primeira vez em cinco anos que este valor se situou abaixo da média da UE, que foi de 21,59 euros.

Apesar de queda, Portugal é o 8º na UE com luz mais cara

Ler Mais

Numa altura em cada vez mais pessoas estão a optar por comprar carros elétricos, o ECO foi fazer as contas para ver em quantos euros se traduzem os kWh da bateria de um Model S P100D, o topo de gama da Tesla.

Um condutor português que possua este automóvel e que, por ano, faça um total de cerca de 10.000 quilómetros, vai poupar na fatura com gasolina ou gasóleo, mas manter a bateria carregada do carro elétrico vai custar-lhe, anualmente, cerca de 344 euros (assumindo apenas o custo do kWh). É quase a média da UE, que se fixa nos 345 euros.

No Reino Unido, a despesa anual para quem conduz o mesmo carro também fica próxima deste valor, cerca de 339 euros. Ainda mais em conta é para um condutor francês, cerca de 282 euros anuais, ou para um búlgaro, cuja fatura para carregar o Tesla não chega aos 160 euros por ano.

Já aqui ao lado, um condutor espanhol tem de desembolsar mais 40 euros por ano que um português. Ficava, ainda assim, mais em conta do que carregar o Model S numa garagem belga, o que custaria cerca de 454 euros, ou numa dinamarquesa, onde pagava 477 euros anuais. Mas é mesmo na Alemanha que a fatura anual do Tesla é mais expressiva. São quase 500 euros anuais para fazer 10.000 quilómetros.

Já se calcularmos o custo anual de carregar um Tesla em termos de paridades do poder de compra (PPC), só em três outros países da UE é que fica mais caro carregar o carro elétrico da marca liderada por Elon Musk. Enquanto em Portugal custaria cerca de 411 euros, um condutor espanhol gastava aproximadamente mais dez euros por ano do que o vizinho.

Já carregar numa garagem romena ficava à volta de 425 euros. E na Alemanha? Aí o dono de um Model S P100D tinha de desembolsar 460 euros.

Measure

Measure