Reciclar ou reutilizar baterias: o que é melhor para uma economia circular?

Reciclar ou reutilizar baterias: o que é melhor para uma economia circular?

24 Junho, 2020

0

Quando a bateria de um automóvel elétrico se degrada, os módulos deixam de cumprir a missão para a qual foram originalmente criados (mover o veículo). Contudo, isso não significa que a sua vida útil tenha terminado, como temos dado conta em inúmeros projetos e artigos.

A reciclagem e a reutilização são duas possibilidades para as baterias.

O que uma análise da IDTechEx (“Li-ion Battery Recycling 2020-2040”) vem transmitir (senão mesmo reforçar) é que destas duas opções, a reutilização é considerada mais sustentável, pois é uma etapa intermediária que prolonga a vida útil do equipamento antes da reciclagem final.

70 a 80%

Ao contrário do que sucede noutros equipamentos de consumo, as baterias removidas dos veículos elétricos quando chegam ao fim da sua vida num EV ainda mantêm entre 70 e 80% de sua capacidade inicial.

Ainda assim, para que a decisão seja o mais ambientalmente ajustada (reciclar ou reutilizar), é fundamental levar em linha de conta outros fatores, o mais importante dos quais é a composição química da bateria. Os especialistas sublinham que esse fator é responsável pela vida útil restante da sua reutilização e pelo preço de venda dos seus materiais como matéria-prima.

Deste modo, a reciclagem (dos componentes químicos da bateria para reintroduzi-los como matéria-prima no processo de produção) surge como uma solução menos sustentável numa ótica de economia circular, devendo ser considerada como o derradeiro passo para uma bateria, quando não puder mais ser reutilizada.

Vários projetos de segunda vida

Vários construtores de automóveis, como a Renault, a Nissan, e BMW, a Volkswagen ou a chinesa BYD trabalham em vários cenários para garantir uma segunda vida útil que ofereça viabilidade económica.

Mesmo que sejam reutilizadas, as baterias, mais cedo ou mais tarde, acabarão, todavia, por ter de ser recicladas. Os especialistas IDTechEx dão conta de que, já neste ano, o parque mundial de baterias retiradas de circulação rondará os 14 GWh, o que supõe qualquer coisa como 102.000 toneladas de materiais anuais para os quais se procurará um novo destino.

7,8 milhões de toneladas por ano

Segundo informa a IDTechEx,a quantidade total de baterias de veículos elétricos que chegarão ao fim da sua vida útil será de 7,8 milhões de toneladas por ano.

Para 2040, o mercado mundial de reciclagem de baterias de iões de lítio terá um valor de 31.000 milhões de dólares anuais.